Programa AmbientAÇÃO

O Programa

O AmbientAÇÃO é um programa de gestão e educação ambiental, criado em 2003 pela FEAM, que tem o objetivo de formar uma cultura organizacional que incentive o questionamento crítico e emancipador dos servidores públicos de Minas Gerais no que tange à dimensão ambiental de seus impactos no mundo, bem como seu potencial de reduzi-los, por meio da apropriação dos conceitos das linhas de ação “consumo consciente” e “gestão de resíduos”.

Para o desenvolvimento de campanhas, o Programa conta com o Mascote Bileco, que é patenteado no órgão competente, mas sofreu pequenas alterações na sua aparência, com a mudança das cores das setas de sua cabeça e a inserção de um narizinho charmoso. As setas foram alteradas para ficarem compatíveis com a nova logomarca do Programa. Essas mudanças são uma resposta às demandas antigas do nosso público-alvo de ter uma marca que converse com o público adulto, para conferir seriedade e criar empatia com esse público. Vale ressaltar que essa alteração da identidade visual do Programa ocorre no momento de sua mudança de órgão, antes integrante da FEAM, agora pertencente à estrutura da SEMAD.

BilecoReformado

Novidades

O Programa faz parte do elenco de projetos da DEARI (Diretoria de Educação Ambiental e Relações Institucionais), que por sua vez, integra a SUGA (Superintendência de Gestão Ambiental) da SUGES (Subsecretaria de Gestão Ambiental e Saneamento) da SEMAD, desenvolvendo as linhas de ação "Consumo Consciente" e "Gestão de Resíduos", por meio da promoção de campanhas educacionais permanentes e pontuais e da difusão de procedimentos operacionais compatíveis.

Após mais de 15 anos de experiência, o Programa vem expandindo sua atuação para atender também órgãos públicos da esfera judiciária e, futuramente, empresas privadas e escolas. Para isso, o AmbientAÇÃO está passando por uma completa reestruturação, com uma proposta de capacitação digital à distância e certificação de organizações sustentáveis através de um selo de até 5 estrelas.

  

Objetivos do Programa:

O Programa Ambientação tem como principal objetivo promover hábitos e atitudes sustentáveis dos servidores públicos estaduais, por meio da promoção do consumo consciente e da cooperação com a coleta seletiva de resíduos. Essas ações combatem o desperdício e contribuem para a economicidade na prestação dos serviços, bem como na conservação dos recursos naturais.

A vertente social do Programa é expressa na mobilização e doação de materiais recicláveis para as associações e cooperativas de catadores, contribuindo para o aumento de renda e resgate da cidadania desses importantes agentes ambientais, ainda em grande vulnerabilidade social em nosso país.

 

Linhas de ação:

O Ambientação incentiva a apropriação do conceito dos 5 R’s - Repensar, Recusar, Reduzir, Reaproveitar e Reciclar - por meio das linhas de ação “Consumo Consciente” e “Gestão de Resíduos”.

O objetivo da linha Consumo Consciente é informar e sensibilizar os servidores para a responsabilidade quanto ao uso adequado dos bens e serviços da Administração Pública, possibilitando a economia de recursos naturais, redução de desperdícios e o reaproveitamento de materiais; além de incentivar a preferência, no momento das compras, de produtos diferenciados, seja na sua constituição (reciclável), seja em seu processo produtivo (menor consumo de energia, quantidade de matéria-prima e geração de resíduos).

A linha Gestão de Resíduos, possibilita destinar adequadamente os resíduos das organizações, retornando materiais para a cadeia produtiva, por meio da reciclagem, aumentando a vida útil dos aterros sanitários e contribuindo para a geração de trabalho e renda das associações de catadores de materiais recicláveis, que recebem os materiais das organizações por meio de doações.

 

Indicadores do Programa:

Os dados coletados pelas organizações são registrados no Sistema Integrado de GestãoAmbientação - SIGA, ferramenta desenvolvida com o objetivo de permitir o acompanhamento do desempenho das organizações participantes e gerar relatórios dos resultados.

Para mensurar a efetividade da educação ambiental como instrumento de gestão, o SIGA também está sendo reestruturado em uma plataforma que vai permitir cadastramento de dados de monitoramento de indicadores, capacitação dos membros das comissões setoriais e funcionários, bem como certificação e ranking das organizações com base em seu desempenho.

 

Organizações participantes:

O Programa chegou a atingir 94 organizações com o programa implantado em 50 prédios públicos, contemplando aproximadamente 30 mil servidores.  As organizações estão divididas em dois grupos:

  • Organizações do Complexo da Cidade Administrativa
  • Organizações Externas (fora do complexo da Cidade Administrativa)

A Cidade Administrativa  Presidente Tancredo Neves, localizada em Belo Horizonte, é a sede oficial do governo do Estado de Minas Gerais, e é composta por seis edificações principais — que abrigam a sede do governo, secretarias de estado, centro de convivência, auditório, prédio de serviços, praças de alimentação e restaurantes. Possui em torno de 270 000 m² de área construída e um público de aproximadamente 17 mil servidores.