O Programa

O AmbientAÇÃO é um programa de gestão e educação ambiental, criado em 2003 pela FEAM, que tem o objetivo de formar uma cultura organizacional que incentive o questionamento crítico e emancipador dos servidores públicos de Minas Gerais no que tange à dimensão ambiental de seus impactos no mundo, bem como seu potencial de reduzi-los, por meio da apropriação dos conceitos das linhas de ação “consumo consciente” e “gestão de resíduos”.
A estrutura do Programa é formada pela “Comissão Gestora” da Semad, que dá diretrizes básicas, elabora o arcabouço teórico e presta consultorias técnicas às “Comissões Setoriais”, compostas por colaboradores das organizações parceiras, responsáveis por replicar as ações do Programa junto aos demais colaboradores da respectiva organização.

Atualmente Programa faz parte do elenco de projetos da DEARI (Diretoria de Educação Ambiental e Relações Institucionais), que por sua vez, integra a SUGA (Superintendência de Gestão Ambiental) da SUGES (Subsecretaria de Gestão Ambiental e Saneamento) da SEMAD.

 

Objetivos do Programa:

O Programa Ambientação tem como principal objetivo promover hábitos e atitudes sustentáveis dos servidores públicos estaduais, por meio da promoção do consumo consciente e da cooperação com a coleta seletiva de resíduos. Essas ações combatem o desperdício e contribuem para a economicidade na prestação dos serviços, bem como na conservação dos recursos naturais.

A vertente social do Programa é expressa na mobilização e doação de materiais recicláveis para as associações e cooperativas de catadores, contribuindo para o aumento de renda e resgate da cidadania desses importantes agentes ambientais, ainda em grande vulnerabilidade social em nosso país. Além disso, o Programa promove campanhas e ações que, além de gerar impacto ambiental, gera impacto social, como a doação de cadeiras de rodas a pessoas com deficiência, a doação de sacos de dormir para pessoas em situação de rua e a castração de animais em vulnerabilidade.

 

Linhas de ação:

O Ambientação incentiva a apropriação do conceito das suas duas linhas de ação “Consumo Consciente” e “Gestão de Resíduos”.

O objetivo da linha Consumo Consciente é informar e sensibilizar os servidores para a responsabilidade quanto ao uso adequado dos bens e serviços da Administração Pública, possibilitando a economia de recursos naturais, redução de desperdícios e o reaproveitamento de materiais; além de incentivar a preferência, no momento de realizar um consumo, por produtos diferenciados, seja na sua constituição (reciclável), seja em seu processo produtivo (menor consumo de energia, quantidade de matéria-prima e geração de resíduos).

A linha Gestão de Resíduos, possibilita destinar adequadamente os resíduos das organizações, retornando materiais para a cadeia produtiva, por meio da reciclagem, aumentando a vida útil dos aterros sanitários e contribuindo para a geração de trabalho e renda das associações de catadores de materiais recicláveis, que recebem os materiais das organizações por meio de doações.

 

O Processo de Certificação

Após quase 20 anos de experiência, o Programa vem expandindo sua atuação para atender também órgãos públicos da esfera judiciária e, futuramente, empresas privadas e escolas. Para isso, o AmbientAÇÃO passou por uma completa reestruturação, com uma proposta de capacitação digital à distância e certificação de organizações sustentáveis através de um selo de até 5 estrelas temáticas: Água, Energia, Materiais (especialmente copos descartáveis e papéis), Resíduos e Qualidade de Vida.

O processo de certificação, proposto na reestruturação, trouxe a catalogação das ações como um dos seus pilares, o que possibilitou documentar a expertise do Programa, facilitando a replicação de ações relevantes no AmbientAÇÃO, como, por exemplo, a feira de trocas e a substituição de copos descartáveis por canecas reutilizáveis.

O novo formato possibilita a certificação das organizações parceiras com base em um processo de gamificação, aplicando técnicas de design de jogos nas atividades do dia a dia, com o objetivo de aumentar o engajamento dos participantes e ampliar o potencial de replicação de boas práticas. Funciona assim: o Programa fornece um Catálogo de Ações e materiais técnicos orientativos e, para cada ação desenvolvida pela Comissão Setorial, a organização parceira soma pontos no processo de certificação.

Assim, anualmente, a comissão setorial cria um plano de ação, informando quais modalidades temáticas irá trabalhar, escolhendo no catálogo as ações a serem executadas e os indicadores a serem medidos e lançados. A comissão setorial também pode criar novas ações, que não estão previstas no Catálogo e se essas ações se destacarem, poderão entrar para o Catálogo no ano seguinte e serem replicadas por outras organizações.

selo

 

Organizações participantes:

Em sua primeira fase, o Programa chegou a atingir 94 organizações com o programa implantado em 50 prédios públicos, contemplando aproximadamente 30 mil servidores.

Em 2021, após a reestruturação, foi lançado o Projeto Piloto de Certificação AmbientAÇÃO, junto a 14 organizações que firmaram parceria com o Programa: Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Escola de Saúde Pública (ESP), Fundação Ezequiel Dias (Funed), Fundação de Educação para o Trabalho em Minas Gerais (Utramig), Fundação Hemominas, Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de MG (Ipem), Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha), MGI Participações; e as Prefeituras Municipais de Campo Florido, Itapecerica, Nepomuceno e Paracatu. Totalizando cerca de 8.083 servidores envolvidos lotados em 15 edificações. Algumas das organizações parceiras estão implantando o AmbientAÇÃO em mais de uma edificação, como é o caso da Copasa, que já formou 33 comissões setoriais para promover as ações em suas edificações, englobando pelo menos 6.000 colaboradores.

 

Indicadores do Programa:

Os dados coletados pelas organizações são registrados no Sistema Integrado de GestãoAmbientação - SIGA, ferramenta desenvolvida com o objetivo de permitir o cadastro de ações e indicadores, o acompanhamento do desempenho das organizações participantes e a emissão das certificações.

Confira os Resultados alcançados na Certificação AmbientAÇÃO 2021